fbpx

Fique por dentro

Notícias, eventos e artigos

Quando Escolher Um Centro de Usinagem 5 Eixos

Uma centro de usinagem capaz de projetar em 5 eixos pode mover o caminho da ferramenta nas direções X, Y e Z, bem como girar nos eixos A e B (ou C) – portanto, o termo usinagem em 5 eixos. Ter esses dois eixos extras em comparação com a usinagem tradicional de 3 eixos permite maior flexibilidade no projeto das peças e mais movimentos fluídos no cabeçote. Isso também significa que você, como operador, não precisa gastar tanto tempo de configuração para fresar lados diferentes de uma determinada peça.

Em termos de popularidade, os centros de usinagem de 5 eixos são altamente preferidas para aplicações aeroespaciais. Com isso dito, estes centros podem ser usadas em qualquer aplicação em que uma máquina de 3 eixos já esteja implementada. A vantagem passa a ser o tempo do ciclo e as trocas de ferramentas. Pense no processo de fresar uma forma em um bloco de alumínio. Em uma configuração de 3 eixos, o operador precisaria alterar a orientação da peça pelo menos uma vez, além de possivelmente trocar de ferramenta.

Com os Centros de 5 eixos mais automatizados você pode configurar uma peça a ser fresada e a máquina manipulará todos os movimentos para praticamente todas as faces da peça. É uma comparação semelhante a uma impressora que exige que você coloque novamente o papel quando desejar imprimir em frente e verso em comparação com uma impressora que faz esse processo automaticamente.

Se você ainda estiver com problemas para visualizar exatamente como uma máquina de 5 eixos funciona, consulte o diagrama à cima. Você pode ver os eixos cartesianos X, Y e Z tradicionais e os três eixos rotacionais rotulados como A, B e C. Em uma máquina de 5 eixos, o cabeçote da ferramenta também pode se mover nos planos X, Y e Z como os eixos rotacionais A e B. Máquinas de 6 eixos são obviamente uma possibilidade, e elas existem. No entanto, a funcionalidade de 6 eixos apresenta pouca vantagem sobre a usinagem de 5 eixos, portanto, é utilizado principalmente 5 eixos.

Então, existem vantagens para uma máquina ter a capacidade de girar ao longo dos eixos A e C, em vez dos eixos A e B? Bem, sim – e cada máquina pode ser configurada em várias configurações. Por exemplo, uma máquina de 5 eixos no estilo de munhão usa os eixos A e C e uma máquina no estilo de rotação giratória gira em torno dos eixos B e C. Em uma máquina de munhão, a mesa na máquina é o que facilita a rotação. Em uma máquina com rotação giratória, o eixo controla a rotação. Indo ainda mais na orientação da máquina, existem até máquinas que possuem vários eixos, permitindo uma produção de peças ainda mais precisa e complexa. Toda essa variação depende, em última análise, das muitas aplicações para as quais uma máquina será usada.

Para obter mais informações sobre determinados nichos e áreas de usinagem onde as máquinas de 5 eixos apresentam vantagens, vamos primeiro analisar as aplicações de fabricação de moldes. Pense em fazer um molde de injeção plástica para uma peça que requer cortes profundos e precisos. Usando uma máquina de 3 eixos, seria necessário diminuir as taxas de avanço e usar ferramentas longas para cortar o molde com precisão.

Conseguir o acabamento superficial adequado no molde com uma máquina de 3 eixos ainda pode ser difícil. Todos esses problemas são resolvidos com operações de fresamento em 5 eixos. Em praticamente todas as aplicações de fresamento, as máquinas de 5 eixos podem superar os gargalos comumente encontrados ao usar máquinas de 3 eixos.

 

 

Existem complexidades praticamente infinitas quando se trata de usar máquinas de todos os tipos, mas isso deve servir como uma breve introdução explicativa aos processos de usinagem de 3 eixos versus 5 eixos.

Veja mais: Maquinário IndustrialIndústria de Plástico

Open chat