fbpx

Fique por dentro

Notícias, eventos e artigos

Injetora de plástico: como funciona o processo de injeção?

O processo de moldagem por injeção foi concebido e patenteado em 1872 pelos irmãos Hyatt. Hoje, a injetora de plástico é um dos itens mais procurados na indústria do plástico, já que ela representa rapidez, alta produtividade e qualidade nos produtos finais.

A injetora de plástico é utilizada na fundição e modelação de polímeros conforme a peça que será criada no processo de transformação. Nessa etapa, o plástico passa por um processo de aquecimento para ser injetado em um molde, depois é resfriado e aberto para a extração da peça.

Como as injetoras são bastante diversas em modelos e tamanhos, é importante ter alguns pontos em mente antes de adquirir uma. Veja abaixo tudo o que você precisa saber!

Como funciona a máquina injetora de plástico?

Existem diferentes partes envolvidas na injetora de plástico:

Funil

Feito de resina termoplástica, o papel do funil é direcionar os grânulos para a zona de alimentação da rosca. Os maquinários mais modernos substituíram o funil por pequenos silos que já realizam a secagem do material, economizando tempo e energia elétrica.

Cilindro ou canhão

Dentro do cilindro, ocorre a fundição do plástico por meio das resistências elétricas acopladas no exterior e do atrito da rosca com os grânulos. É preciso atenção ao processo, pois o polímero pode sofrer degradação caso passe tempo demais sob pressão e calor.

Rosca

A rosca está localizada na parte interna do canhão e sua função é transportar, fundir, comprimir, dosar e homogeneizar o material. A rosca possui três zonas: de alimentação, de compressão e de dosagem.

Bico de injeção

O bico de injeção liga o cilindro à bucha do molde. Há resistências elétricas nesse bico também, no qual a temperatura é controlada por um painel.

Molde

Feito de placas de aço móveis ou estacionárias, o molde define a forma da peça final, que deverá ser ejetada para fora do molde por meio dos pinos injetores. Durante o processo, a temperatura é controlada a partir de um fluido refrigerante (geralmente água), evitando superaquecimento.

Quais são os tipos de máquinas injetoras?

Além de conhecer o funcionamento da máquina injetora de plástico, é preciso saber também que há diferentes tipos no mercado nacional, como:

  • manuais;
  • hidráulicas;
  • híbridas;
  • elétricas.

Quais as vantagens de uma injetora de plástico?

Há muitas vantagens em se utilizar uma injetora de plástico no processamento de plásticos. Algumas delas são:

  1. Velocidade: esse é o principal motivo da injetora de plástico ser um dos itens mais procurados na indústria do plástico. A velocidade do processo varia, mas geralmente os ciclos de produção têm duração de 15 a 30 segundos;
  2. Sustentabilidade: a modelagem por injetora de plástico é sustentável uma vez que só é utilizado o plástico necessário para a fabricação da peça e os excessos são reciclados;
  3. Precisão e acabamento: o método de modelagem por injetora de plástico é altamente preciso e pode fabricar qualquer tipo de peça. Por isso, raramente as peças precisam de acabamento.

O que levar em consideração na hora de adquirir uma injetora de plástico?

Já a dica para quem pensa em adquirir uma injetora de plástico é levar em consideração os seguintes pontos:

  • Tipo de produto que será injetado;
  • Dimensões da peça final e do molde;
  • Peso das substâncias;
  • Coloração da peça.

 Por fim, é essencial considerar a qualidade da matéria-prima, pois ela afetará diretamente a durabilidade da máquina. Materiais de baixa qualidade podem gerar falhas e danos ao equipamento.

 O Grupo Alltech trabalha com injetora de plástico de alta precisão e eficiência. Navegue pelo site e conheça o catálogo de serviços da empresa!

Alltech Máquinas e Equipamentos LTDA